"Restava-me o amparo dos livros" - José Jorge Letria

terça-feira, 12 de junho de 2012

A Família Radley - Matt Haig

ATENÇÃO: Este livro não é para leitores que não consigam deixar que alguns autores distorçam a expressão "Vampiros".

Os vampiros não passam de um mito bastante utilizado na literatura há bastante tempo. Mas com a febre do Crepúsculo começaram a surgir novas espécies de Vampiros na literatura. Para muitos uma espécie repugnante, para outros, a loucura total.

Este autor cria novos vampiros, ou melhor dizendo, uma nova versão da espécie. Esquece muitas características com que estamos habituados a lidar. Como o próprio nome indica, é a história de uma Família, que no início do livro nos diz, uma Família de Vampiros. O que para nós é estranho: um casal de vampiros têm filhos? Nesta história tem. Talvez seja difícil de digerir, e mesmo depois de ler o livro ficamos com a sensação que os escritor não nos disse como é que isso é possível. Mas não é só esta a diferença que encontramos, começo já a enumerar:
        - Século XXI, são vampiros modernos que possuem um Manual do Abstinente de Sangue;
        - Podem comer normalmente para tentar controlar a vontade do sangue (embora seja muito complicado) e preferencialmente carne mal passada
        - Andam durante o dia pela rua mas têm alergia ao sol, e por isso usam carradas de protector solar;
 E mais não conto porque ficariam a conhecer toda a história.

São vampiros diferentes, mas o que é a literatura fantástica senão a imaginação do escritor?
É por este motivo e, também, porque  os segredos que giram em torno das personagens estão subentendidos em cada página do livro, que digo sem medo nenhum, que foi um livro que me surpreendeu. pensei que fosse mais um daqueles romances parvinhos. É uma história com pés e cabeça, dividida por vários capítulos, que nos faz querer chegar ao fim e decobrir quem é o Peter, a Helen, a Clara, o Rowan e o Will.

O autor ainda ousa dizer que personalidades como o poeta Byron, o cantor Jim Hendrix e outras, também foram ou são vampiros. E a justificação é muito engraçada.

À editora digo que a capa está interessante mas a seguinte frase não faz qualquer sentido: "Lembra os livros do Harry Potter". Desde quando? ai ai ai.

Sinopse:

A Família Radley é uma família como tantas outras: mais ou menos disfuncional, mais ou menos satisfeita. Até aqui, tudo bem. Só que os pais, Peter e Helen, têm escondido de Clara e Rowan, os filhos, um segredo arrasador, mas que explica muitas coisas…
Um livro divertido, envolvente e emocionante que nos oferece o retrato de uma família invulgar. A Família Radley faz-nos pensar em que será que nos tornamos quando crescemos e o que será que ganhamos (e perdemos) quando negamos os nossos apetites.
E tu, consegues controlar os teus instintos?

2 comentários:

  1. ;D ainda bem é dos porreiros. Eu tb ainda não percebi por que raio usam o Harry Potter como isco para livros nada parecidos...

    ResponderEliminar
  2. Olá, deixei-te um selo em http://leituraoasis.blogspot.pt/2012/06/selo-liebster-blog.html
    Espero, que não te importes

    ResponderEliminar