"Restava-me o amparo dos livros" - José Jorge Letria

sábado, 26 de junho de 2010

Da pessoa especial!

Às vezes sinto-me só, distante de tudo e todos fogem e se escondem de mim. O meu mundo fica tão frio e desaconchegante , numa escuridão.
Sinto saudades de casa. Bate uma vontade tremenda de gritar! Aí apareces tu. De onde e como eu não sei, mas estás aqui! Abraçaste-me e sorriste para mim. Eu sem nada entender e espantado retribuo com um sorriso envergonhado.
Ao abraçares-me tiraste o frio que me congelava. Deste-me um calor imenso, cheio amor, afecto, carinho. Tiraste-me da escuridão com o brilho do teu olhar.
Comecei a entende. Mas... Porquê? Porque fazes isso? Vindo de uma pessoa que mal me conhece, e a quem mal conheço.
Porque me amas tanto? Um amor que suporta muito só por mim. Explica-me!
Tira de mim essa dúvida por favor!
E com um olhar amante e com poucas palavras tu explicaste-me:
- Meu bem, sou o teu anjo. E estive sempre aqui
-Meu bem, sou a tua asa.
-Meu bem, mais do que isso, o que eu faço é por amor.

Allex

Sem comentários:

Publicar um comentário