"Restava-me o amparo dos livros" - José Jorge Letria

terça-feira, 18 de junho de 2013

Milagre de Amor - Eloisa James

Sabe sempre bem ler um livro levezinho. Este é um exemplo disso. Foi bom reviver um pouquinho do meu clássico da Disney preferido: "A Bela e o Monstro".
 No entanto, embora tenha um cheirinho a conto de fadas, ainda encontramos uma outra referência, à série: "Dr. House". Melhor dizendo, a personagem masculina é baseada no Dr. House, e ainda antes de saber isto, já que está referido nas notas do autor no final do livro, eu colocava na minha mente o autor no papel de Piers.

Piers sofreu um acidente enquanto miúdo, que o deixou aleijado de uma perna e agarrado para o resto da vida a uma bengala. Este acidente deixou-o ferido física e psicologicamente. Tornou-se uma pessoa fria, insensível e mal humorada. Mas fez dele um médio fabuloso, dos melhores do seu tempo. E isto faz dele o "Monstro".

Já Linnet, é uma mulher linda como todas as princesas dos contos de fada, o que me deixou triste, porque no primeiro parágrafo do livro a escritora diz : "Meninas bonitas em contos de fadas são tão banais como seixos na praia." . e eu pensei, "Hum... algo diferente". Mas neste caso a personagem feminina continua linda e imaculada. No entanto, inteligente e com um grande sentido de humor. Gostei dela. 

A história gira em torno destas duas personagens e na forma como se conhecem e se apaixonam e se seduzem. Tem os seus momentos quentes, poucos, mas o suficiente para quem não aprecia muito romances eróticos. 

Em relação ao final, gostei, era o final esperado num conto de fadas. No entanto achei o Epílogo desnecessário. 

Sinopse: 

Miss Linnet Berry Thrynne é Bela … Naturalmente, está noiva de um Monstro. 
Piers Yelverton, conde de Marchant, vive num castelo no País de Gales, onde, corre o boato, o seu mau humor arrasa todas as pessoas com quem se cruza. E também consta que uma lesão deixou o conde imune aos encantos de qualquer mulher. 
Só que Linnet não é qualquer mulher. 
Ela é mais do que simplesmente formosa: o seu espírito e encanto forçaram um príncipe a ajoelhar-se. E calcula que um conde se apaixonará loucamente por ela… em apenas duas semanas. 
No entanto, Linnet não tem ideia do perigo a que o seu coração é exposto por um homem que poderá nunca devolver-lhe o seu amor. 
Se ela decidir ser realmente muito perversa … que preço pagará por domar o coração selvagem desse homem?

Sem comentários:

Publicar um comentário